Os planos da Marvel Studio para a sequência de Pantera Negra estão vindo à luz. O segundo filme foi deixado de lado devido à morte repentina e inesperada da estrela Chadwick Boseman e um início de produção planejado para março de 2021 foi interrompido abruptamente enquanto o cineasta Ryan Coogler e a Marvel tentavam lidar com o luto e a necessidade de seguir em frente. Foi o ponto mais baixo de um ano em que nenhum filme da Marvel foi lançado pela primeira vez desde 2009.

No entanto, mesmo com coronavírus continuando a atrapalhar a distribuição nos cinemas e causando estragos com o lançamento da Fase 4, a Marvel está prestes a entrar em 2021 com mais projetos do que nunca, já que concilia não apenas vários filmes, mas também uma grande investida na TV.

Várias fontes disseram ao site The Hollywood Reporter que a Marvel está preparando Pantera Negra 2 para uma filmagem que começará em Atlanta no próximo mês de julho e durará mais de seis meses.

O ator mexicano Tenoch Huerta, que foi uma das estrelas de Narcos: Mexico,da Netflix, está em negociações para interpretar um dos antagonistas, ainda segundo o THR. Letitia Wright, Lupita Nyong’o, Winston Duke e Angela Bassett são esperados para retornarem ao novo projeto, com alguns dizendo que a personagem de Wright pode assumir um papel mais proeminente.

A Marvel, que não comentou a respeito, não revelou seus planos sobre como pretende proceder sem Boseman, embora tenha indicado que não usará CGI para incluir a estrela falecida no filme.

Embora Pantera Negra 2 esteja recebendo atenção especial, muitas das séries da Disney + estão sob forte escrutínio de Kevin Feige e seus executivos.

As séries são a prioridade”, disse uma fonte com conhecimento da estratégia da empresa. “Produzi-las exige muito foco. A máquina cinematográfica está bem estabelecida”.

Em março, o estúdio dirigido por Feige começa a produção de She-Hulk, estrelado por Tatiana Maslany, e Cavaleiro da Lua, com Oscar Isaac. Todos estrearão no Disney + enquanto a empresa dona da Marvel confia no estúdio para entregar, nas palavras do CEO da Disney Bob Chapek, “conteúdo de alta qualidade inspirado nas franquias” para seus 73 milhões de assinantes globais. Os programas estão lançando potenciais franquias que se ligarão à parte cinematográfica da Marvel, aos quadrinhos e a outros produtos, o que inclui merchandising através da marca Disney.

WandaVision, estrelado por Elizabeth Olsen e Paul Bettany, estreia na Disney + em 15 de janeiro, e o estúdio está trabalhando para completar as primeiras temporadas de Loki e Falcão e o Soldado Invernal, ambas parcialmente filmadas antes da pandemia de COVID-19. O estúdio também começou recentemente as filmagens da Miss Marvel em Atlanta, com a estreante Iman Vellani.

Em relação ao cinema, a próxima fase está sendo cuidadosamente planejada para um universo cinematográfico que abrange 23 filmes e arrecadou US $ 22,55 bilhões globalmente. Homem-Aranha 3 e Doctor Strange in the Multiverse of Madness já estão sendo filmados com diretores experientes com a Marvel, Jon Watts e Sam Raimi, respectivamente.

Em janeiro, a sequência de Taika Waititi, Thor: Love and Thunder, dará início a suas filmagens na Austrália com um grande elenco, uma fonte próxima comparou isso a “uma sensação de Vingadores 5“, em virtude desse conjunto. O estúdio terá Peyton Reed de volta para um novo filme do Homem-Formiga em 2021 e está encerrando o ano com as filmagens de Guardiões da Galáxia Vol. 3, com o retorno de James Gunn.

Com quatro filmes e duas ou três séries em andamento, a Marvel estará atuando como um estúdio completo e não como um braço de uma empresa maior. Isso não inclui o desenvolvimento de novas franquias de filmes ou sequências. A Marvel também está se reunindo com roteiristas para um reboot de Blade, que tem Mahershala Ali escalado e esta semana foi anunciado também que Wendy Molyneux e Lizzie Molyneux-Loeglin, criadoras da famosa série animada Bob’s Burgers, como roteiristas de Deadpool 3.

E, se a pandemia for contida graças às vacinas, a Marvel lançará ainda três filmes com lançamento previsto para 2021: Viúva Negra (7 de maio), Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis (9 de julho) e Os Eternos (11 de novembro) , com mais quatro títulos programados para 2022. Vários analistas acreditam que a pausa inesperada em 2020 pode vir a ser uma bênção para a empresa.

Agora você tem essa fome extra depois que as pessoas estão acostumadas a ver pelo menos algumas histórias da Marvel todos os anos”, observa Shawn Robbins, analista-chefe da Boxoffice Pro ao site THR, acrescentando sobre o retorno da franquia: “Será algo que sinaliza: ‘OK, o público está voltando agora. Vamos reiniciar esta indústria adequadamente‘”.