Filmes | Artigos

Adão Negro | Um filme que não supre as suas próprias expectativas

Adão Negro é um projeto que surgiu com a pretensão de mudar a “hierarquia do universo DC”. Dwayne Johnson através do personagem encontrou uma maneira de ingressar no gênero de heróis e buscar a sua própria franquia. Entretanto, tal proposta de fato é concretizada? Vemos aqui um caso que não é único nos últimos tempos, de um projeto que não consegue suprir suas próprias expectativas. No filme acompanhamos Teth-Adam (Dwayne Johnson) que é invocado novamente e acorda no período atual após praticamente 1000 anos hibernando. Ao acordar ele vê uma Kandhaq dominada por forças militares, então cabe a Adão Negro

Leia Mais <svg version="1.1" id="Capa_1" x="0px" y="0px" width="10px" height="10px" fill="#4054B2" viewBox="0 0 451.846 451.847" xml:space="preserve"> <g> <path d="M345.441,248.292L151.154,442.573c-12.359,12.365-32.397,12.365-44.75,0c-12.354-12.354-12.354-32.391,0-44.744 L278.318,225.92L106.409,54.017c-12.354-12.359-12.354-32.394,0-44.748c12.354-12.359,32.391-12.359,44.75,0l194.287,194.284 c6.177,6.18,9.262,14.271,9.262,22.366C354.708,234.018,351.617,242.115,345.441,248.292z"/> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> </svg>

O que a Warner Bros Discovery pode aprender com as animações da DC?

Desesperados para emplacar uma fórmula de sucesso, talvez o segredo não esteja em nenhum outro estúdio, mas em seu próprio “quintal”

Leia Mais <svg version="1.1" id="Capa_1" x="0px" y="0px" width="10px" height="10px" fill="#4054B2" viewBox="0 0 451.846 451.847" xml:space="preserve"> <g> <path d="M345.441,248.292L151.154,442.573c-12.359,12.365-32.397,12.365-44.75,0c-12.354-12.354-12.354-32.391,0-44.744 L278.318,225.92L106.409,54.017c-12.354-12.359-12.354-32.394,0-44.748c12.354-12.359,32.391-12.359,44.75,0l194.287,194.284 c6.177,6.18,9.262,14.271,9.262,22.366C354.708,234.018,351.617,242.115,345.441,248.292z"/> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> </svg>

A irrelevância importante de Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo

Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo dirigido por Daniel Kwan e Daniel Scheinert é um dos melhores filmes da sétima arte. Sim, e por mais que seja uma afirmação que não surja em tempos modernos, ao olhar para o projeto como um todo, desde sua produção e até os seus conceitos. Esse filme não somente inovou, mas entregou algo que subverte muito do que já vimos no cinema. E além disso, ele reconta um conceito que nenhum outro estúdio ou filme irá conseguir fazer, o Multiverso. Tudo de um Multiverso além da Loucura O conceito do multiverso é algo

Leia Mais <svg version="1.1" id="Capa_1" x="0px" y="0px" width="10px" height="10px" fill="#4054B2" viewBox="0 0 451.846 451.847" xml:space="preserve"> <g> <path d="M345.441,248.292L151.154,442.573c-12.359,12.365-32.397,12.365-44.75,0c-12.354-12.354-12.354-32.391,0-44.744 L278.318,225.92L106.409,54.017c-12.354-12.359-12.354-32.394,0-44.748c12.354-12.359,32.391-12.359,44.75,0l194.287,194.284 c6.177,6.18,9.262,14.271,9.262,22.366C354.708,234.018,351.617,242.115,345.441,248.292z"/> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> </svg>

Prey e uma breve história sobre a masculinidade… e como ela está mudando

Prey é o novo filme da franquia Predador, que trouxe uma figura feminina como protagonista e atiçou de certa maneira o público masculino que sempre gostou do tipo de protagonista “brucutu” como Arnold ou Stallone, e novamente trouxe o dilema da masculinidade à tona. Mas essa é uma longa história… e, será mesmo que finalmente estamos vendo uma nova perspectiva? Período Antigo Essa história começa a muito tempo atrás, mais precisamente ao período da Grécia Antiga onde como podemos ver nas estátuas, pinturas e outras diversas obras, a adoração ao corpo. Nesse período a humanidade não via a nudez como

Leia Mais <svg version="1.1" id="Capa_1" x="0px" y="0px" width="10px" height="10px" fill="#4054B2" viewBox="0 0 451.846 451.847" xml:space="preserve"> <g> <path d="M345.441,248.292L151.154,442.573c-12.359,12.365-32.397,12.365-44.75,0c-12.354-12.354-12.354-32.391,0-44.744 L278.318,225.92L106.409,54.017c-12.354-12.359-12.354-32.394,0-44.748c12.354-12.359,32.391-12.359,44.75,0l194.287,194.284 c6.177,6.18,9.262,14.271,9.262,22.366C354.708,234.018,351.617,242.115,345.441,248.292z"/> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> </svg>

Entenda o que está acontecendo na Warner Bros. Discovery e as mudanças na DC Films e HBO Max

Muito está sendo comentado sobre as diversas mudanças que estão acontecendo dentro da Warner Bros. Discovery após o cancelamento do filme solo da Batgirl. Após o cancelamento, diversas notícias foram espalhadas sobre o que estava acontecendo, entretanto os principais executivos da Warner vieram a público falar sobre o que está acontecendo. O Início de Tudo Primeiramente devemos falar sobre os principais acontecimentos por trás da Warner Media e seu desmembramento. Em 2016 a Time Warner foi comprada pela AT&T (empresa de telecomunicações) por US$ 85,4 bilhões de dólares, adquirindo totalmente a empresa e suas propriedades intelectuais. Entretanto a grande reviravolta da história

Leia Mais <svg version="1.1" id="Capa_1" x="0px" y="0px" width="10px" height="10px" fill="#4054B2" viewBox="0 0 451.846 451.847" xml:space="preserve"> <g> <path d="M345.441,248.292L151.154,442.573c-12.359,12.365-32.397,12.365-44.75,0c-12.354-12.354-12.354-32.391,0-44.744 L278.318,225.92L106.409,54.017c-12.354-12.359-12.354-32.394,0-44.748c12.354-12.359,32.391-12.359,44.75,0l194.287,194.284 c6.177,6.18,9.262,14.271,9.262,22.366C354.708,234.018,351.617,242.115,345.441,248.292z"/> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> </svg>

Final Explicado | Doutor Estranho No Multiverso da Loucura

[ALERTA DE SPOILER] Como de costume a Marvel abriu novas possibilidades para o seu universo em Doutor Estranho No Multiverso da Loucura. Então decidimos explicar o que acontece no final do filme e que promete mudar muito as coisas dentro do MCU. Doutor Estranho consegue impedir Wanda de roubar os poderes de America Chavez e acaba se sacrificando levando o Darkhold (livro proibido de magia) consigo e destruindo o livro de todas as realidades possíveis. Após isso Stephen conserta o seu relógio antigo simbolizando que o personagem enfim está seguindo em frente, mas ao andar pelas ruas de Nova York

Leia Mais <svg version="1.1" id="Capa_1" x="0px" y="0px" width="10px" height="10px" fill="#4054B2" viewBox="0 0 451.846 451.847" xml:space="preserve"> <g> <path d="M345.441,248.292L151.154,442.573c-12.359,12.365-32.397,12.365-44.75,0c-12.354-12.354-12.354-32.391,0-44.744 L278.318,225.92L106.409,54.017c-12.354-12.359-12.354-32.394,0-44.748c12.354-12.359,32.391-12.359,44.75,0l194.287,194.284 c6.177,6.18,9.262,14.271,9.262,22.366C354.708,234.018,351.617,242.115,345.441,248.292z"/> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> </svg>

O cinema de horror brasileiro se expande com “Ela Toma Placebo”

O cinema brasileiro sempre explorou dos mais diversos elementos, sendo um deles o gênero de horror com filmes como Macabro e Morto não Fala. Mas agora as portas se abrem novamente com o projeto “Ela Toma Placebo” com Direção de Gabriel Vinicius, roteiro de Lucas Maia e produção por Media Filmes, Refúgio Cult e Ulysses. A história gira em torno da degradação da relação entre mãe e filho. Enquanto a saúde mental da mulher piora a cada dia, o rapaz se sente cada vez mais esgotado, criando um clima tenso e insuportável entre os dois. O horror dramático está em

Leia Mais <svg version="1.1" id="Capa_1" x="0px" y="0px" width="10px" height="10px" fill="#4054B2" viewBox="0 0 451.846 451.847" xml:space="preserve"> <g> <path d="M345.441,248.292L151.154,442.573c-12.359,12.365-32.397,12.365-44.75,0c-12.354-12.354-12.354-32.391,0-44.744 L278.318,225.92L106.409,54.017c-12.354-12.359-12.354-32.394,0-44.748c12.354-12.359,32.391-12.359,44.75,0l194.287,194.284 c6.177,6.18,9.262,14.271,9.262,22.366C354.708,234.018,351.617,242.115,345.441,248.292z"/> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> </svg>

I Love Lucy | Os bastidores de um casamento mantido pelo sexo e pela desconfiança

No próximo dia 21, chegará ao catálogo da Amazon Prime o longa Being The Ricardos, que se passa nos bastidores da icônica série de comédia I Love Lucy. O programa, uma sitcom cujos episódios eram de 20 min, foi transmitida pelo canal CBS de 1951 até 1957 e entrou para a história da TV americana. Os episódios giravam em torno do casal Lucy e Ricky Ricardo, interpretados por Lucille Ball e Desi Arnaz, casados também na vida real. Lucy era a típica dona de casa atrapalhada dos anos 1950, enquanto Ricky era líder de uma banda musical. O casal era

Leia Mais <svg version="1.1" id="Capa_1" x="0px" y="0px" width="10px" height="10px" fill="#4054B2" viewBox="0 0 451.846 451.847" xml:space="preserve"> <g> <path d="M345.441,248.292L151.154,442.573c-12.359,12.365-32.397,12.365-44.75,0c-12.354-12.354-12.354-32.391,0-44.744 L278.318,225.92L106.409,54.017c-12.354-12.359-12.354-32.394,0-44.748c12.354-12.359,32.391-12.359,44.75,0l194.287,194.284 c6.177,6.18,9.262,14.271,9.262,22.366C354.708,234.018,351.617,242.115,345.441,248.292z"/> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> </svg>

20 anos de Harry Potter e a Pedra Filosofal | Por onde anda o elenco jovem da saga?

No próximo dia 23 de novembro farão exatos 20 anos do lançamento de Harry Potter e a Pedra Filosofal nos cinemas, primeira adaptação da série de livros da escritora J.K Rowling. Foi uma sensação. Desde Titanic (1997), Hollywood não havia visto nada tão grandioso em termos de repercussão e bilheteria. Arrecadou à época US$ 972 milhões de dólares, algo impressionante até mesmo para os padrões atuais. Durante 10 anos, a franquia foi a galinha dos ovos de ouro da Warner Bros, o trio principal de atores (Daniel Radcliffe, Rupert Grint e Emma Watson) viraram estrelas e perderam completamente a chance

Leia Mais <svg version="1.1" id="Capa_1" x="0px" y="0px" width="10px" height="10px" fill="#4054B2" viewBox="0 0 451.846 451.847" xml:space="preserve"> <g> <path d="M345.441,248.292L151.154,442.573c-12.359,12.365-32.397,12.365-44.75,0c-12.354-12.354-12.354-32.391,0-44.744 L278.318,225.92L106.409,54.017c-12.354-12.359-12.354-32.394,0-44.748c12.354-12.359,32.391-12.359,44.75,0l194.287,194.284 c6.177,6.18,9.262,14.271,9.262,22.366C354.708,234.018,351.617,242.115,345.441,248.292z"/> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> </svg>

Por que ‘Eternos’ divide o público?

Como Zack Snyder antes dela, Chloé Zhao desconstrói seus super-heróis e os obriga a questionar seu propósito no mundo, por meio de ritmos narrativos meditativos e melancólicos. O universo cinematográfico da Marvel foi agitado neste final de semana pelo lançamento de Eternos, de Chloé Zhao. Baseado na série épica de 19 edições de Jack Kirby, The Eternals (1976), o filme explora a relação de um grupo de alienígenas imortais com as pessoas da Terra e entre si ao longo de milênios. Zhao, que acabou de ganhar os Oscars de melhor direção e melhor filme por Nomadland (2020), apresentou seu conceito

Leia Mais <svg version="1.1" id="Capa_1" x="0px" y="0px" width="10px" height="10px" fill="#4054B2" viewBox="0 0 451.846 451.847" xml:space="preserve"> <g> <path d="M345.441,248.292L151.154,442.573c-12.359,12.365-32.397,12.365-44.75,0c-12.354-12.354-12.354-32.391,0-44.744 L278.318,225.92L106.409,54.017c-12.354-12.359-12.354-32.394,0-44.748c12.354-12.359,32.391-12.359,44.75,0l194.287,194.284 c6.177,6.18,9.262,14.271,9.262,22.366C354.708,234.018,351.617,242.115,345.441,248.292z"/> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> <g> </g> </svg>