O episódio 2 de Cavaleiro da Lua começa a mostrar cada vez mais da trama e das reais ameaças que estarão presentes na série durante os próximos episódios. Seguimos adiante com o ocorrido do episódio anterior onde Steven permite que Marc assuma e se transforme no Cavaleiro.

Entretanto novamente Steven acorda sem entender se de fato aquilo foi real ou não, e ao verificar as câmeras do Museu durante o ataque que sofreu, a dúvida só aumentou. A única forma agora dele comprovar que não está insano é partir em busca da bolsa onde está escondido o escaravelho que Arthur Harrow está buscando.

Seguindo adiante temos uma cena de suspense muito bem construída utilizando das luzes do ambiente para amedrontar Steven através de Konshu onde cada vez mais temos detalhes da sua presença no controle do Steven e Marc.

Somos então apresentados a Layla (May Calamawy), que entra agora como contraponto e também interesse amoroso de Marc em sua jornada. A personagem que é ágil em sua fala e também questiona o modo como Marc está agindo, revela os papéis de divórcio mostrando que os dois já tiveram um relacionamento no passado. A interação entre os dois personagens durante o episódio gera uma divertida e ao mesmo tempo tensa química entre os dois onde Layla não sabe com quem ou o que está falando.

Após ser capturado pelos capangas de Arthur, vemos Steven negando o domínio de Marc sobre ele, impedindo que o Cavaleiro da Lua apareça. Então conhecemos mais da suposta organização de Arthur Harrow e também que o personagem alega ter sido o antigo Punho de Konshu, mas agora ele serve ao Deus Amit que busca se libertar novamente.

Durante esse momento temos um diálogo e debate interessante entre os personagens sobre o julgamento de pessoas culpadas antes mesmo do crime ter acontecido. O dilema é basicamente o mesmo do filme Minority Report, e é interessante vermos essa profundidade sendo aplicada durante o episódio.

Layla chega para salvar o dia, mas aguarda que Steven invoque o seu traje, o que acaba falhando e tendo que fazer uma falha tentativa de fuga. O personagem então consegue invocar seu traje, mas acaba não sendo o esperado, invocando o terno e uniforme do Mr. Knight.

Nos quadrinhos, essa versão do personagem foi feita para que Marc pudesse andar durante a noite com mais facilidade e entrar em contato com a polícia sem que tenha que encarar com as consequências do seu outro alter ego. Diferente das HQs onde Steven é a personalidade de um milionário cheio de contatos, na série temos uma figura muito mais frágil.

O uniforme serve como contraponto do manto principal do herói, onde Steven traz uma nuance mais “formal” e menos brutal. E mesmo com essa figura mais frágil, usando o uniforme do herói, Steven ganha mais personalidade e liberdade para se mover e agir, gerando uma das melhores cenas do episódio.

Com Marc assumindo, agora partimos para o combate final do episódio que abusa de câmeras lentas, mas consegue entregar uma cena de ação mais interessante que a do primeiro episódio. E no final vemos que Marc perdeu o escaravelho para Arthur, e Konshu o lembra do seu acordo, onde ele praticamente o ressuscitou e diz que caso não cumpra com o acordo, transformará Layla no próximo Punho de Konshu.

A qualidade de fotografia e direção do episódio se mantém no mesmo nível do primeiro, agora com cenas de ação mais elaboradas e aprofundando o enredo, fora a divertida e impactante introdução do Mr. Knight. E agora partimos para o Egito, onde iremos explorar mais da mitologia do herói e os deuses antigos.

Acompanhe o nosso conteúdo no YouTube e também no Instagram. E caso queira mais novidades da cultura pop, considere entrar em nosso grupo do Telegram para não perder nenhuma novidade!

Qual a sua reação?

0
Incrível!
0
Gostei muito!
0
Amei!
0
Fiquei em Dúvida!
0
Simples
Cheudo Augusto
Nerd, Otaku, Gamer, Zueiro e tudo que há de bom! O criador do projeto Nerd Zoom, tentando levar os Nerds aonde nenhum fã jamais foi...