Após o recente sucesso da sua versão de Liga da Justiça, a recuperação de Zack Snyder continua com Army of the Dead, um filme de zumbis ambientado em Las Vegas como um filme de assalto que chega aos cinemas americanos na sexta-feira, 14 de maio, e então à Netflix uma semana depois. É também um retorno a um tipo específico de longa que deu o pontapé inicial em sua carreira de diretor, lembrando sua estreia em 2004 com o remake de Madrugada dos Mortos. As primeiras análises de Army of the Dead mostram apreço pelo talento visual usual de Snyder e pela devida carnificina de zumbis, mesmo que a história não seja suficientemente concisa.

Aqui está o que os críticos estão dizendo sobre Army of the Dead:

Zack Snyder continua em sua boa fase?

“O filme é um triunfo para um diretor cuja carreira foi atolada por opiniões polarizadas… Se é assim que Snyder se parece sem o controle dos estúdios, por favor, senhor, podemos ter mais disso?”
Charlie Ridgeley, ComicBook.com

“É revigorante ver Snyder reacender seu primeiro amor com esta mistura brincalhona de gêneros que deixa o diretor livre com suas indulgências mais alegres, quase tanto quanto seus piores excessos”.
John Nugent, Empire Magazine

“Nunca os ‘Snyderismos’ vieram tão implacavelmente, e eles nunca foram tão bem-vindos”.
Bilge Ebiri, New York Magazine / Vulture

“É o melhor que vi de Snyder desde Watchmen“.
Aaron Neuwirth, We Live Entertainment

Army of the Dead | Dave Bautista diz o que o filme de Zack Snyder tem de especial | CosmoNerd

E se você não for fã do Snyder?

“Army of the Dead mudará a opinião dos críticos de Snyder? Provavelmente não. Mas para os fãs do diretor e para qualquer pessoa com vontade de ver ação de zumbis sedentos de sangue, o filme acerta na loteria”.
Ian Sandwell, Digital Spy

“O exército de fãs de Snyder vai devorar este filme por inteiro; já outros podem considerá-lo brando e interessante, e certamente sentirão que a obra é inchada em alguns momentos”.
Jamie Graham, Total Film

“A coisa toda é uma explosão que fisgou até mesmo esse cético de Snyder”.
David Rooney, Hollywood Reporter

Army of the Dead Poster

Como se compara à Madrugada dos Mortos?

“Não está no mesmo nível de seu remake inatacável e matador de Madrugada dos Mortos, mas é divertido o bastante”.
Courtney Howard, Fresh Fiction

“Parece que Snyder está fazendo exatamente o que quer, e volta a parecer aquela jovem promessa do começo de 2004”.
John Nugent, Empire Magazine

Madrugada dos Mortos fez apostas reais, teve performances honestas… A camaradagem, senso de descoberta e de comunidade estão faltando em seu mais recente retorno ao cinema zumbi”.
Nate Adams, The Only Critic

army-of-the-dead-netflix- | Arroba Nerd

Vai agradar aos fãs de zumbi?

“É facilmente o filme de zumbi mais emocionante em anos”.
Charlie Ridgeley, ComicBook.com
“É o melhor filme de videogame de zumbi que eu já vi”.
Kate Sánchez, But Why Tho? A Geek Community
“Há sangue, caos e desgraça suficientes em Army of the Dead para criar uma experiência satisfatória de filme de zumbi”.
Alonso Duralde, The Wrap
“As habilidades de criação mitológicas de Snyder parecem nitidamente aprimoradas e revigoradas”.
David Rooney, Hollywood Reporter
“Temos um rei zumbi e uma rainha zumbi. Há um tigre zumbi. Um cavalo zumbi. Até mesmo um bebê zumbi. Esses detalhes deveriam parecer uma novidade, mas eles se perdem em todo o caos”.
Chris Evangelista, Slashfilm
“Há algo estranhamente e opressivamente sem inspiração neste mundo de CGI, uma algazarra contínua de duas horas e meia de conteúdo genérico de zumbis, que por si só parece não ter nada a ver com zumbis”.
Peter Bradshaw, Guardian
Army of the Dead não é, de forma alguma, um filme obrigatório para quem gosta de zumbis ou filmes de assalto, e as pessoas desinteressadas neste longa não perderiam nada se não o assistirem”.
Molly Freeman, Screen Rant
Army of the Dead

Como é o espetáculo visual?

“O visual do filme sempre parece ótimo, considerando que Snyder também é o diretor de fotografia, então você não pode negar que está tendo a experiência completa de Snyder”. – – Ian Sandwell, Digital Spy

“Snyder é mais conhecido por seus visuais incríveis e seu domínio técnico está em plena exibição em Army of the Dead. O fato de ele ter filmado o filme sozinho, além de dirigir, é mais do que impressionante”.
Charlie Ridgeley, ComicBook.com

“Visualmente, os cenários são fantásticos de se ver, e há momentos individuais de esplendor, mas nada que se destaque”.
Dewey Singleton, AwardsWatch

“Snyder encena longos trechos de Army of the Dead como um videogame, com nossos personagens se movendo pelos corredores e explodindo zumbis sem meias-palavras. Estas são tecnicamente cenas de ação, mas não há graça; nenhum estilo. Nem mesmo uma realidade nua e crua”.
Chris Evangelista, Slashfilm

“O design de produção de Julie Berghoff merece seu próprio destaque entre as estrelas do filme”.
David Rooney, Hollywood Reporter

Army of the Dead: veja o que os críticos estão achando do filme de zumbis - TecMundo

Como está o elenco principal?

“Dave Bautista prova ser um líder bruto e cativante que lembra o Doc Savage, mas sem exageros”.
Owen Gleiberman, Variety

“Matthias Schweighöfer rouba a cena como o arrombador de cofres alemão Ludwig Dieter”.
Ian Sandwell, Digital Spy

“Omari Hardwick e Matthias Schweighöfer são os destaques óbvios. A química dos dois é muito boa e eles trazem as maiores risadas, bem como os socos emocionais mais pesados”.
Charlie Ridgeley, ComicBook.com

“Os únicos verdadeiros destaques são a piloto de helicóptero feita por Tig Notaro e o infeliz arrombador de cofres de Schweighöfer”.
Chris Evangelista, Slashfilm

“Tig Notaro é o maior destaque do elenco, já que é a única que se diverte com o material”.
Molly Freeman, Screen Rant

Army of the Dead

Como é o roteiro?

“Se você parar e pensar muito, Army of the Dead corre o risco de desmoronar, mas Snyder mantém um ritmo em que a lógica muitas vezes parece uma causa perdida”.
Eric Kohn, IndieWire

“Embora Snyder, Hatten e Harold tentem complicar o enredo do filme incluindo várias reviravoltas, a maioria delas são variações banais de clichés”.
Molly Freeman, Screen Rant

“O enredo excessivamente complicado tende a ser o pior inimigo do longa às vezes, levando a um desequilíbrio perceptível”.
Courtney Howard, Fresh Fiction

“Existem várias subtramas e pistas falsas para inflar um tempo de execução já alongado, quando tudo que eu queria era um Onze Homens e Um Segredo com zumbis”.
Nate Adams, The Only Critic

Com tigre zumbi e robôs, Army of the Dead é um dos filmes mais insanos da Netflix

E quanto ao ritmo e a duração do longa?

“Quase alegre, mesmo com 2 horas e meia caracteristicamente prolongadas…Este é um filme longo, mas não parece longo. Ele flui”.
A.A. Dowd, AV Club

“Depois da versão excessivamente inchada de Liga da Justiça de Snyder, Army of the Dead parece mais enxuto e vivo”.
Alonso Duralde, The Wrap

“Após seu corte de quatro horas de Liga da Justiça, duas horas e meia podem parecer relativamente econômicas, mas há problemas de ritmo”.
John Nugent, Empire Magazine

“É tudo muito exaustivo e, aos 148 minutos, Army of the Dead mais do que ultrapassa o seu momento de boas-vindas”.
Chris Evangelista, Slashfilm

É longo demais e cansativo em alguns momentos, mas vale a pena dar uma conferida pelas suas sequências cruciais”.
Jamie Graham, Total Film

Army of the Dead: Netflix revela trailer do filme de Zack Snyder - TecMundo

É o típico filme de zumbi que faz uma analogia social?

“O contexto social contemporâneo é martelado…O conceito de fronteiras por si só agora assume um significado de peso no mundo em que o filme se passa”.
David Rooney, Hollywood Reporter

“Se você pretende fazer uma declaração, então um simples olhar na direção da injustiça social não vai resolver”.
Hannah Strong, Little White Lies

“Os zumbis de Snyder podem pensar e correr para atrapalhar os personagens, mas eles não são substitutos de nada além da diversão assustadora de assistir a seus corpos serem mutilados do jeito mais sangrento possível”.
Eric Kohn, IndieWire

“O fato de o filme não insistir ou enfatizar demais sua consciência política faz dele um vintage do Romero, no melhor sentido”.
A.A. Dowd, AV Club

Army of the Dead

O filme é divertido?

“Snyder criou para nós um acampamento puro e delicioso”.
Courtney Howard, Fresh Fiction

Army Of The Dead é melhor quando Snyder se inclina para a diversão e se permite momentos de pura tolice”.
John Nugent, Empire Magazine

Army of the Dead é uma viagem louca… um bom momento no cinema”.
Aaron Neuwirth, We Live Entertainment

“Army of the Dead – que, deixe-me reiterar, é um filme de assalto em Las Vegas ambientado durante um apocalipse zumbi – deveria ser muito mais divertido do que é”.
Bilge Ebiri, New York Magazine / Vulture

Army of the Dead: Filme de zumbis de Zack Snyder ganha novo trailer

O filme é mais leve como diziam que era?

“A infusão de sentimento no longa é inesperada e audaciosa”.
Courtney Howard, Fresh Fiction

“Quando ele entra em um território mais emocional, começamos a sentir o peso da sua duração”.
John Nugent, Empire Magazine

Tonalmente, o filme é uma bagunça. Em diferentes pontos, Army of the Dead é todo coração, enquanto outros são pessimistas e sombrios”.
Dewey Singleton, AwardsWatch

Army of the Dead | Tig Notaro é destaque em nova imagem do filme de Zack Snyder

O longa nos deixa querendo mais?

“Army of the Dead é muito longo ao mesmo tempo em que deixa muitas coisas sem explicação – a série animada Army of the Dead: Lost Vegas e a prequência, Army of Thieves, cuidarão disso.
Jamie Graham, Total Film

“Isso representa um problema mais amplo com a produção de franquias cinematográficas – para entender completamente um filme, você precisa assistir a uma ladainha de filmes adjacentes e crossovers de TV”.
Hannah Strong, Little White Lies

“Independentemente de Army of the Dead gerar ou não uma sequência, a perspectiva não é empolgante de qualquer forma. Você meio que já sabe para onde isso vai, quais as teclas que vão bater”.
K. Austin Collins, Rolling Stone

Créditos: Rotten Tomatoes

Compartilhar