A Netflix finalmente revelou o elenco completo de The Witcher, série de TV baseada na série literária do escritor polonês Andrzej Sapkowski. Os livros ganharam adaptações para a TV e para o cinema na Polônia, porém, foi apenas com a adaptação para os jogos eletrônicos que a franquia ganhou fama internacional.

A produtora da série,  Lauren Schmidt Hissrich, deu uma entrevista exclusiva ao The Hollywood Reporter, onde revelou o elenco, falou um pouco sobre o processo de escalação do atores e sobre sua relação com os fãs da franquia nas redes sociais, o que inclui a recepção negativa envolvendo a escalação da Ciri.

Ao contrário do que todos esperavam, com exceção do protagonista, o elenco da série é basicamente composto por rostos desconhecidos. Yennefer, por exemplo, será interpretada pela quase novata Anya Chalopra (Wanderlust), já Ciri – a jovem princesa de Cintra, um dos reinos no centro da narrativa – será vivida por Freya Allen (Into the Badlands). Jodhi May (Game of Thrones, Genius) será Rainha Calanthe;  Bjorn Hlynur Haraldsson (Fortitude) será seu marido, o cavaleiro Eist; Adam Levy  (Knightfall, Snatch) interpretará o druida Mousesack; MyAnna Buring será Tissaia de Vries, a diretora da escola mágica em Aretusa;  Mimi Ndiweni e Therica Wilson-Read serão as jovens feiticeiras Fringilla e Sabrina, já Millie Brady viverá Renfri, princesa exilada.

Há um mês, uma chamada de elenco da série circulou pelos fóruns e redes sociais. No anúncio se lia que a produção estava em busca de uma jovem atriz asiática ou negra e pelo restante da descrição os fãs logo presumiram que se tratava de Ciri. A produtora Lauren Schmidt Hissrich foi criticada, pois a escalação não seria “fiel” ao que a personagem é no material original e que a série estaria “desconectada de suas raízes eslavas”. Sobre a repercussão negativa de uma Ciri não-branca, ela fala:

Eu acho que isso é só uma parte de se fazer um programa para a TV e especialmente um tão grande quanto este. Quanto à forte resposta dos fãs, acredito que seja por que eles têm imagens desses personagens em suas mentes e eu não os culpo por isso. Eu entendo. Quando eu leio algum livro, certamente imagino os personagens de alguma maneira. Obviamente existem algumas linhas descrevendo a Ciri nos livros e as pessoas certamente se apaixonaram com a sua própria versão dela. Entrar no projeto como roteirista e dizer que minha visão pode ser diferente da sua é assustador para os fãs, mas sinceramente não acho que precisa ser assim“.

Ela aproveitou e explicou como ocorreu a escalação de Freya Allen:

Existem certos personagens que já escrevo com alguém em mente – Ciri foi um desses casos. Vimos mais de 200 jovens por toda a Europa, mas aí eu conheci Freya, que havia feito um teste para outro papel. Na realidade, eu fui até Londres para conhecê-la pessoalmente e nós sabíamos desde então que seria ela“.

Ela também foi questionada quanto a sua preferência por um elenco desconhecido e se pensou em Henry Cavill desde o começo para ser o protagonista:

Não especificamente e nem estávamos procurando por uma estrela de cinema quando escalamos Henry. Nós estávamos procurando os melhores atores para estes papeis. Ponto final. Fim da história. Se trata do melhor ator para o papel. Henry é, obviamente, um grande fã da franquia. Nos conhecemos no começo de abril e tivemos uma conversa simples. Eu, então, saí para encontrar outras centenas de atores para Geralt, mas nunca consegui tirar o Henry da minha cabeça“. A parte legal sobre quando escalamos Anna e Freya, foi que estávamos abertos a qualquer atriz e as duas, para mim, incorporaram os espíritos das personagens.

The Witcher atualmente está em fase de pré-produção. As filmagens estão previstas para o começo do próximo mês.