Após o sucesso da série de mistério “The Flight Attendant”, da HBO Max, a produtora Yes, Norman Productions, pertencente à Kaley Cuoco, unirá forças novamente com a Berlanti Productions e Warner Bros. Television para desenvolver a história de Doris Day como uma série limitada, tendo adquirido os direitos da biografia “Doris Day: Her Own Story” (“Doris Day: Sua Própria História“, em tradução livre), escrita por A.E ​​Hotchner.

Hotchner escreveu a biografia, lançada em 1976, com base em uma série de entrevistas com Day. A obra é considerada sua autobiografia. Cuoco interpretará Day, a icônica atriz, cantora e ativista dos direitos dos animais. Nenhuma emissora está conectada ao projeto atualmente.

Day, que morreu aos 97 anos em 2019, começou no show business como cantora e fez sua estreia no cinema no final dos anos 1940 em musicais. Nos anos 50 e 60, ela foi uma grande estrela e sucesso de bilheteria. Day mostrou seu talento em filmes como “Ardida Como Pimenta” (1953); “O Homem Que Sabia Demais” de Alfred Hitchcock, onde interpretou a famosa canção vencedora do Oscar “Que Sera, Sera (O que quer que seja, será)”, que se tornou sua canção mais famosa; “Um Pijama Para Dois” (1957); e “Confidências à Meia-Noite” (1959) com Rock Hudson e Tony Randall, uma combinação de sucesso que se repetiu mais duas vezes. Day era notoriamente vista como a “boa menina”, com uma visão conservadora que se refletia em sua vida real. Sua imagem perdeu ressonância com o público durante os anos 60.

Day se casou quatro vezes, e seu terceiro marido perdeu todo o dinheiro dela, deixando-a endividada quando ele morreu em 1968. Uma nova carreira na televisão, que ela detestava ter, salvou-a da ruína financeira. Nos anos 70, ela se voltou para as causas ligadas aos direitos dos animais, que também refletem os interesses de Cuoco, que pratica hipismo e é dona de muitos cães, como ela disse recentemente à revista Variety.

Depois de 12 temporadas de “The Big Bang Theory”, também produzida pela WBTV, Cuoco está em uma parceria com o estúdio. Ela fundou a Yes, Norman em 2017, com um acordo exclusivo com a WBTV. “The Flight Attendant”, o primeiro projeto resultante desse pacto, foi um sucesso para a HBO Max e foi indicada em várias premiações (Globo de Ouro,  Sindicato de Atores, Sindicato de Produtores, Sindicato de Roteiristas e outras mais) – as indicações foram tanto para o programa quanto para a atuação de Cuoco como Cassie. Certamente será um candidato ao Emmy.

Bob Bashara, o administrador do Espólio de Doris Day, vai trabalhar como co-produtor executivo. Já Jim Pierson, que trabalhou com Day, e Tim Hotchner, filho do biógrafo da atriz, atuarão como consultores.

 

Fonte: Variety