Arcane é a mais nova série da Netflix tendo sido lançado a sua primeira parte com três episódios. A série se passa no universo do popular jogo League of Legends que é atualmente um dos mais populares em relação não somente a jogadores, mas também no E-Sport.

Na série acompanhas a infância da personagem Vi ao lado de sua irmã Jinx que após uma tragédia com sua família, elas vão viver na região de Zaun com seu pai, e agora terão que buscar meios de conviver escondidas de todos e também se adaptar a esse mundo onde vilões podem estar sempre por perto.

League of Legends desde do seu lançamento em 2009 buscou criar um universo conciso e vivo para que os jogadores sentirem um certo peso e afinidade ao escolher determinado personagem. A partir disso o universo foi cada vez mais se ampliando, com expansão anuais, novos personagens e é claro o aumento da popularidade em volta do jogo. Contudo durante todo esse tempo, tirando as animações comerciais para lançar determinados eventos, a Riot Games nunca buscou expandir tal universo para outras mídias. Sempre houveram certos rumores de adaptações em live-action, outros jogos mas nada de fato confirmado ou coerente.

Chegando em 2019 a Riot Games decide enfim ampliar o seu universo começando com o lançamento do modo Team Tactics, onde dentro do jogo agora temos uma mecânica estratégica que funciona de maneira individual. Após isso também foi anunciado um jogo de luta que se passaria no mesmo universo. Uma versão mobile e também Ruined King, um RPG que tem previsão de estreia ainda para 2021.

E chegando agora temos enfim a primeira adaptação para uma mídia onde enfim podemos ver com mais clareza esse universo, na série Arcane da Netflix. Na série não somos apresentados a todo o universo conhecido atualmente, mas sim uma prequel dele, onde aos poucos conhecemos a origem de alguns personagens como as protagonistas e outros como Jayce e Viktor. Somos ambientados nas regiões de Zaun e Piltover que trazem riqueza de cenário, ambiente e personagens na animação.

E o ponto alto da série, é no aprofundamento dado nos personagens, prezando não somente por fazer um produto derivado de um jogo famoso, mas sim uma história que funciona por si só. A animação está em um alto nível de qualidade, tendo sua própria estética se diferenciado das demais, o que acaba condizendo com a proposta da série. E em três episódios somos jogados nesse mundo onde vemos a beleza da magia e do fantástico, como também a sua crueldade.

A segunda parte da série enfim nos mostrará mais desse universo, chegando cada vez mais perto dos tempos atuais onde se passa o jogo, e enfim veremos a origem de vários personagens que conhecemos e aprendemos a gostar ao longo do tempo. League of Legends se tornou mais que um jogo e virou um universo próprio e vivo, que agora está mostrando seu verdadeiro potencial narrativo.