Mesmo fazendo parte da maior equipe de heróis da editora, Lanterna Verde não pode ser considerado um estrondoso sucesso, como os grande medalhões: Batman, Superman, ou até mesmo Flash, mas com toda a certeza é um dos personagens com uma das mitologias mais ricas do Universo DC. Lanterna Verde – Sem Medo, é o começo verdadeiramente extraordinário de uma das fases mais celebradas do herói.

Escrito por Geoff Johns (O Relógio do Apocalipse) e Dave Gibbons (Watchmen) e desenhada por Darwyn Cooke (Liga da Justiça: A Nova Fronteira), Carlos Pacheco (Vingadores: Eternamente), Ethan Van Sciver (The Flash: Iron Heights), Simone Bianchi (Thor: Por Asgard) e Patrick Gleason (DC Renascimento: Superman), Hal Jordan ressuscitou e alcançou sua redenção. Agora chegou o momento de prosseguir com sua vida como Lanterna Verde, o protetor do setor espacial 2814.

Mas enquanto ele retorna aos céus como um piloto da força aérea, Jordan tem de encarar novas ameaças de antigos inimigos. Os mortais androides conhecidos como Caçadores Cósmicos e o transmutado Tubarão voltam em uma explosão de violência sem limites, e eles são apenas os precursores de perigos ainda maiores. Um enlouquecido Mão Negra embarca em um violento acesso de fúria enquanto o Lanterna Verde vê a si mesmo como parte de um maligno plano de uma misteriosa raça alienígena, que pretende transformar seres humanos em letais armas de destruição em massa.

Os roteiros de Geoff Johns e Dave Gibbons, dão para as histórias um ar de aventura revigorante, aos moldes de estilos clássicos da Era de Prata, ainda conseguem misturar uma narrativa mais ágil e dinâmica para a nova era de leitores, de forma orgânica e deliciosa de ser lida.

Sendo respeitoso, retoma diversos acontecimentos não apenas da mitologia do herói, mas de todo o Universo ao seu redor, para apresentar novos nuances dos Lanternas Verdes e ainda preparar terreno para uma das mais celebradas fases do herói em décadas. Com diálogos ágeis, apresenta uma faceta mais profunda dos personagens e de sua interação, muitas vezes arrancando até algumas risadas.

Quanto a arte do encadernado, fica bem evidente que ela é realizada dentro dos moldes dos anos de publicação original da história, não entregando nada além do que é proposto, que é entregar uma narrativa para o roteiro, e cumpre isso bem, mas em nenhum momento entrega algo a mais.

O encadernado é o primeiro de uma série de publicações que traz de volta para os leitores brasileiros, uma das fases mais celebradas  do Lanterna Verde, reunindo as edições de Green Lantern Secret Files, Green Lantern #1-6, Green Lantern: Recharge #1-5 e mais alguns extras, em 324 páginas. Com formato de 17 x 26 cm, possui capa dura e lombada quadrada, pelo preço exorbitante de R$ 94,00. Mas para sua alegria, caro leitor, é um encadernado que entra constantemente em promoção, tornando assim possível a sua aquisição com um preço bem mais em conta.

Lanterna Verde – Sem Medo, é um pontapé inicial fenomenal para uma das mais celebradas fases do personagem, com histórias de tirar o fôlego e que prende o leitor da primeira até a última página, mesmo que a arte não esteja a altura do roteiro, ainda é uma edição para se ter na coleção.