Em meio a escândalo sexual, Kevin Tsujihara se demite do cargo de CEO da Warner Bros

Executivo comandava a empresa desde 2013

Kevin Tsujihara está deixando o cargo de presidente e CEO da Warner Bros. Entertainment em meio a uma investigação sobre o relacionamento de Tsujihara com a atriz Charlotte Kirk, anunciou a WarnerMedia na segunda-feira.

Tsujihara e o CEO da WarnerMedia, John Stankey, chegaram a uma decisão conjunta de que sua renúncia era “no melhor interesse” da empresa, disse um indivíduo com conhecimento da situação ao site TheWrap. A WarnerMedia ainda não nomeou um sucessor.

Tsujihara, que trabalhou por duas décadas no estúdio e atuou como presidente nos últimos seis anos, negou qualquer irregularidade relacionada ao seu relacionamento íntimo com Kirk. Em 8 de março, depois que o site The Hollywood Reporter publicou textos entre os dois que indicavam que ela procurava ajuda para conseguir empregos em troca de favores sexuais, ele escreveu um memorando para a equipe no qual dizia que lamentava profundamente os erros cometidos em sua vida.

É do interesse da WarnerMedia, da Warner Bros., de nossos funcionários e de parceiros que Kevin renuncie ao cargo de presidente e CEO da Warner Bros.“, disse Stankey em um comunicado. “Kevin contribuiu muito para o sucesso do estúdio nos últimos 25 anos e, por isso, agradecemos a ele. Kevin reconhece que seus erros são inconsistentes com as expectativas de liderança da empresa e que podem afetar a capacidade dela de executar seus planos futuros”.

A renúncia vem semanas depois de outras saídas proeminentes da WarnerMedia, incluindo o antigo chefe da HBO, Richard Plepler, e o diretor da Turner, David Levy. Eles saíram em uma reorganização que incluiu o ex-chefe de entretenimento da NBC, Bob Greenblatt, assumindo a liderança da HBO e da Turner. Todas as renúncias vieram depois que a AT & T completou sua aquisição de US$ 85 bilhões da Time Warner.

Antes de sua promoção para CEO e chairman em 2013, Tsujihara foi presidente da Warner Bros. Home Entertainment. Ele se tornou o primeiro asiático-americano a dirigir um grande estúdio de Hollywood.

Ele ingressou na Warner Bros. Entertainment em 1994 para gerenciar o interesse da empresa nos parques temáticos Six Flags. Ele então se concentrou no desenvolvimento de negócios e conteúdo online antes de ser nomeado presidente da Home Entertainment em 2005.

Sob o mandato de Tsujihara, a Warner Bros. em um primeiro momento lutou para criar franquias de sucesso de bilheteria de suas propriedades até o lançamento Mulher-Maravilha, de Patty Jenkins, em 2017, que arrecadou US$ 821,8 milhões em todo o mundo. No ano passado, o estúdio lançou “Aquaman“, que desde então faturou US $ 1,1 bilhão em todo o mundo.

Ele também foi o responsável pelos filmes secundários de Harry Potter, incluindo “Animais Fantásticos e Onde Habitam”. O terceiro filme da franquia está marcado para 2021. No ano passado, a Warner Bros. teve seu melhor ano com 5,8 bilhões de dólares em bilheteria global arrecadados.

No lado televisivo, Tsujihara deixou a gestão diária do extenso portfólio do estúdio para o veterano da empresa, Peter Roth, mas seu histórico ainda é obra de Tsujihara.

Fonte: The Wrap

Categorias
DestaqueNotícias
Sem Comentários

Deixe uma Resposta

*

*

RELACIONADOS