Crítica: Aquaman

Depois do fracasso enorme de Liga da Justiça a Warner e DC repensaram em como fazer os seus filmes de super- herói, a resposta disso foi o filme do...

Depois do fracasso enorme de Liga da Justiça a Warner e DC repensaram em como fazer os seus filmes de super- herói, a resposta disso foi o filme do Aquaman, que teve como diretor James Wan, conhecido como o famoso diretor de filmes de terror. Mas será que Aquaman é bom? Confira o que achamos do filme logo abaixo:

O filme se desenvolve de forma ok, nos primeiros 30 minutos é lotado de cenas e explicações quase que totalmente desnecessárias, o herói só vira realmente herói quase no final do filme, tirando a expectativa de muitos que esperavam já ver o Arthur sendo Aquaman desde o início.

Quando se fala de efeitos especiais em filmes de super-herói já se espera grande uso de telas verdes e efeitos. Em Aquaman não é nada diferente, os efeitos são bonitos e tudo mais, mas só que o filme quando vai para o fundo do mar se parece com um filme dos anos 8, colorido ao extremo e com cores fortes e chamativas. Fora isso a única coisa que me deixou meio desapontado é o nado dos personagens na água, onde se consegue perceber nitidamente que eles não estão nadando (nem se esforçam para parecer que estão) e que estão sendo segurados por alguma coisa, de tão artificial que ficou. Uma coisa que me deixou muito feliz é a fotografia que é bonita e cheia de cores viva, dando uma nova cara ao filme, diferente do achávamos que seria.

A trilha sonora assim como os outros filmes da DC é de altíssima qualidade misturando diversos estilos musicais e dando um clima de aventura ao filme.

A história ela é boa, claro não espere um filme de Oscar, mas ela não é definitivamente ruim. O seu final consegue ser totalmente previsto nos primeiros minutos do longa. Além disso achei que a escolha do tipo de Aquaman que o Jason Mamoa faria não foi o dos melhores (que é o dos Novos 52), o ator tem um jeito mais bruto de ser que eu achei que foi totalmente esquecido no filme e que poderia ter sido usado e criado uma identidade maior com o herói. A história diversas vezes se perde nela mesmo, dando volta e mais voltas dentro dela e no final não chega a lugar nenhum, sem contar também que ela não é nada demais e não muda nada na história do Aquaman que nós conhecemos dos quadrinhos. Sem contar que o enredo é bem fraco, principalmente os vilões que são sem nenhuma carisma e quase não tem motivação. A escolha de colocar 2 vilões no filme (Arraia Negra e Orm) foi péssima, pois no final das contas nenhum dos dois vilões são aprofundados, só conhecemos ambos superficialmente, senti que poderiam ter focado em um e explorado mais.

Confira o trailer logo abaixo:

Aquaman chega aos cinemas brasileiros em 12 de dezembro de 2018

6
  • Roteiro
    7
  • Efeitos Especiais
    8.5
  • Direção
    7
  • Trilha Sonora
    7.5
  • Enredo
    6,5
  • Atuaç
    6
Categorias
CríticaCriticasDC FilmsDestaqueFilmes | CriticasWarner Bros.

RELACIONADOS

  • Crítica- Green Book: O Guia

    A temporada de filmes do Oscar começou, e com eles ótimos filmes estão chegando. Um deles é o favorito ao maior prêmio da noite, Green Book, veja o que...
  • Crítica – Vidro

    Em 2000 quando o M. Night Shyamalan imaginou o “Corpo Fechado” ele acabou criando um universo que acho que nem ele pensou que daria tão certo como deu. E...
  • Análise- Dead Cells

    Dead Cells aparece desde o ano passado em acesso antecipado na Steam, mas foi nesse ano (2018) que tivemos o lançamento oficial e os diversos prémios vindo ao jogo,...
  • Crítica: Bumblebee

    Depois de 6 filmes a Paramount Pictures pega umas das suas franquias que lucra mais no mundo para apostar em um filme do personagem mais amado da franquia. É...