Zoom em Quadrinhos: X-men vol.1 | O início de uma nova era

Após uma caótica fase de tentativas falhas de publicação, finalmente a tão aguardada fase dos mutantes chega ao Brasil para abalar de forma irreparável o Universo Marvel....

 

Se existem personagens que sofrem constantemente dentro de um universo dos quadrinhos, não chegam nem perto dos mutantes. Mesmo com obras grandiosas e simbólicas, sempre houve um impasse nos títulos da equipe, aonde nos perguntamos: até onde eles poderiam ir? E se eles conseguissem ir além? Jonathan Hickman responde de forma genial este questionamento, nos entregando um verdadeiro divisor de águas da equipe, presentes no encadernado X-men vol.1.

Escrita por Jonathan Hickman (Os Novos Vingadores), e desenhado por Pepe Larraz (X-men´92) e R.B Silva (X-men: Gold), a revolução mutante está acontecendo. Charles Xavier, Magneto e seus associados estão colocando em prática um projeto revolucionário, que mudará o destino dos Homo Superior. Os mutantes, sempre temidos e odiados pela humanidade, finalmente têm um porto seguro e se posicionam como uma potência mundial. Mas, no espaço e no futuro, novas e antigas ameaças surgem…

Esta é uma das obras mais aguardadas pelos leitores brasileiros, apesar de um período conturbado de tentativas falhas de publicação, graças a pandemia e reformulações no material pela editora Panini, compensa a espera.

O roteiro do Hickman é simplesmente brilhante, abordando aspectos e conceitos antigos da mitologia dos personagens para compor uma fase verdadeiramente brilhante e muito referencial para aqueles que conhecerem um pouco da cronologia da equipe, que com certeza terão uma experiência arrebatadora. Mas se está é a primeira edição dos mutantes que você pega na mão caro leitor, pode ficar tranquilo, a história aborda estes mesmo conceitos cronológicos de forma explicativa e que não deixa ninguém “boiando” no meio da narrativa.

Os infográficos, marca registrada do autor em muitas de suas obras, pode atrapalhar um pouco no desenvolvimento de uma narrativa linear, mas ainda assim oferecem um panorama mais informacional para os leitores, e ajudam em uma compreensão maior de sua obra e aonde a história quer chegar.

Para aqueles leitores mais minuciosos, o roteiro faz uso de um conceito estabelecido por um cientista russo chamado Nikolai Kardashev, em 1964, intitulado de: Escala de Kardashev, aonde se mede o grau de desenvolvimento tecnológico de uma civilização, através de diversos estágios, chegando até mesmo em um nível interplanetário.

Apesar de ser um roteiro bem mais voltado para os diálogos, ele ainda possui cenas de luta sensacionais, muito em parte por causa do talento inerente dos ilustradores presentes nesta edição, que fazem um trabalho verdadeiramente estupendo, aonde mesmo em cenas paradas, conseguimos nos encantar com os seus traços.

Este encadernado reúne as edições House of X 1 e Powers of X 1, mais entrevistas e esboços de personagens, mais marca páginas destacáveis em 104 páginas. Com o formato 17 x 26 cm, possui capa cartonada, com verniz localizado nas capas e na lombada, mais um papel semente a parte, possui um acabamento verdadeiramente diferenciado de outras publicações do mesmo formato, pelo preço muito justo de R$ 24,90. E é bom correr atrás desta edição, pois ela com a mais absoluta certeza se tornará um petardo para quem conseguir a angariar para a coleção.

X-men vol.1, com a mais absoluta certeza, se tornará um marco na indústria de quadrinhos, graças a genialidade de Jonathan Hickman, que conseguiu organizar décadas de cronologia, conceitos e personagens, em uma história que faz qualquer leitor ficar de queixo caído, e nos anos vindouros, virá a se tornar uma das obras mais importantes de todo o Universo Marvel desta era.




Amante de filmes e quadrinhos desde que me conheço por gente, existindo numa vida dirigida pelo Stanley Kubrick e roteirizada pelo Grant Morrison.

Relacionados