David Yost, um dos protagonistas da primeira temporada de Power Rangers, era amado por milhões de fãs em todo o mundo. Porém, enquanto usava o traje azul do Ranger Billy, o ator passava por um conflito pessoal, algo que ele escondeu por muitos anos.

Em entrevista a EW para o especial da revista sobre os 25 anos de Power Rangers, Yost falou sobre a terapia que fez para deixar de ser homossexual, sobre fazer as pazes com a sua sexualidade e como os fãs reagiram desde que ele se assumiu publicamente gay.

“É difícil quando você tem alguma fama e está enfrentando uma luta pessoal como a que eu enfrentei”, diz Yost, agora com 49 anos e que também sofreu assédio moral dos membros da equipe da série por ser gay. “Nos anos 90 era muito difícil e Hollywood não via isso com bons olhos”. 

Depois de deixar o programa em 1996, Yost diz que fez uma terapia de conversão, uma prática que não é recomendada pela Associação Americana de Psiquiatria e que é criticada por seu impacto negativo sobre os pacientes.

Eu me coloquei na terapia de conversão porque eu não queria ser gay. E eu realmente lutei, lutei e lutei contra isso”, diz Yost. “E infelizmente tive um colapso nervoso que me deixou internado no hospital por cinco semanas e então tive que iniciar o processo de aprender a me aceitar, o que foi muito difícil; demorei muitos anos depois da internação”.

David Yost at the Power Rangers movie premiere in 2017.
David Yost na estréia do filme Power Rangers em 2017

Yost admite que ter um rosto reconhecível provavelmente agravou sua luta para aceitar sua orientação sexual.

Sendo um ator que participou de um dos programas infantis mais bem-sucedidos da época, às vezes eu ficava envergonhado porque não queria que as pessoas soubessem pelo que eu estava passando e pelo que tinha passado “, diz ele. “No começo, eu certamente não queria que as pessoas soubessem que eu era gay. Então, foi um processo de crescimento, mas de uma maneira completamente diferente. E eu não sei. Talvez olhando para trás agora, talvez interpretar o personagem de Billy tenha me ajudado de uma forma que nem eu saiba“.

Desde que “saiu do armário” publicamente, Yost fez trabalhos para beneficiar organizações como a AIDS Project Los Angeles,o Centro de Aids do Hospital Infantil de Los Angeles e participou da Campanha NOH8. Ele também diz que ouviu de fãs que encontraram conforto em sua jornada para a aceitação pessoal.

“Por eu ter interpretado o cara inteligente, o nerd, eu tenho fãs me dizendo: ‘eu entrei na ciência’, ‘Eu sou uma pessoa de informática.’ ‘Eu sou um médico’. Tenho um fã que é um paleontólogo, o que eu acho fascinante, tudo por causa de Billy ”, diz ele. “E agora que sou gay, todos os dias recebo mensagens de gays do mundo todo que me dizem: ‘Obrigado por sair e compartilhar sua história porque ela me ajudou a me assumir. Eu posso compartilhar sua história com minha família e ajudá-los a entender o que você passou e o que eu estou passando, então obrigado’. Isso é incrível“.

Fonte: Entertainament Weekly

Ajude o Nerd Zoom a continuar seu trabalho comprando dos mais diversos produtos Geeks por AQUI!