“A revolução política de 1911 em Pernambuco deixou feridas abertas.

Em Alagoa de Baixo, as eleições se aproximam. A relação entre os chefes políticos dos partidos rivais é tensa.

A morte de Zé Aboiador, um vaqueiro da família Bezerra, e a chegada do temido cangaceiro Urubu à cidade, tenciona as relações de poder entre as famílias Araújo e Bezerra, inflamando feridas ainda não cicatrizadas.”

Essa é sinopse da HQ Luto, uma graphic novel incentivada pelo Funcultura. E que é a obra de estreia do roteirista pernambucano B. J. Fogueteiro.

 Ela esta sendo lançada oficialmente na primeira Bienal Geek de Pernambuco, que começou ontem, dia 26 e termina hoje, 27 de maio.

A edição conta com a arte dos desenhistas Rafael Dantas, Rafael AndersonTéo Pinheiro Milton Estevam. Com cores de Alzir Alves e Téo Pinheiro. A capa da edição é de autoria de J. Borges.